Os grandes filósofos que fracassaram no amor



Título: Os grandes filósofos que fracassaram no amor
Autor: Andrew Shaffer
Tradução: Marcelo Barbão
Editora: Leya
Edição/ano: 2012
Categoria:
Nota: 100

O livro conta com mais de 30 histórias de alguns dos grandes filósofos ocidentais e seus casos amorosos e de como lidaram com isso. Com cerca de 2 a 3 página para cada filósofos, encontramos estranhos relatos sobre seus amores, o fracasso decorrente deles e, para alguns, as inspirações que isso resultou de uma forma simples e muito divertida, onde a cada início de capítulo é possível encontrar uma frase sobre a opinião que os filósofos tiveram em relação a sua vida amorosa.

Para quem não conhece, Andrew Shaffer é um humorista e escritor de vários gêneros, entre eles o humor, horror e não ficção. Graças a isso, sua leitura acaba sendo muito fluida e simples, contando com um tom bem humorado, garantindo boas risadas e fazendo com que você consiga lê-lo rapidamente, afinal, é bom saber que até mesmo pessoas tão geniais sofriam por amor ou fugiam dele. 

"A lenda mais persistente envolveu uma mulher desprezada, veneno, alucinações e suicídio (...). A esposa de Lucrécio, Lucila, cansada de ser ignorada enquanto o marido se dedicava à sua poesia, contratou uma feiticeira para criar uma poção do amor. No entanto, as coisas não saíram como planejado. Quando Lucrécio ingeriu a poção, experimentou visões terríveis "do universo epicurista, com átomos colidindo aleatoriamente no vazio", de acordo com o autor Iorde Tennyson. Em vez de se apaixonar perdidamente pela esposa, Lucrécio se apaixonou pela "alta virtude epicurista da tranquilidade"."

Esse livro, acima de tudo, é um livro de relatos amorosos, não uma biografia completa como a maioria pode pensar. São apenas citados casos e acasos e seu contexto na história, por tanto, não condenem o livro de imediato por ser curto demais. É um livro muito bom para quem quer passar o tempo com uma leitura leve e para quem quiser se aprofundar mais na vida dos filósofos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário