Meu nome é memória


Título: Meu nome é memória
Autora: Ann Brashares
Nota: 4 estrelas!!
Categoria: Ficcão
Editora: Suma de letras







Resenha: “Ao longo dos séculos,Daniel sempre se apaixonou pela mesma garota .Vida após vida,através de dinastias e continentes,ele e Sophia se reencontraram – mesmo que ela  sempre mudasse de nome e aparência.Ele se lembra de todos os detalhes,ela não.Todas as vezes que o casal se reuniu foi também separado de maneira dolorosa e fatal.Mas assim que Sophia – que agora se chama Lucy –finalmente desperta para o segredo do passado que os dois compartilham,a força que sempre os separou reaparece.Agora,terão que compreender o poder que se opõe a esse amor,se quiserem passar suas próximas vidas juntos”

Comentário: Humm,no desenrolar da leitura,levando em conta a proposta do livro que é espírita,algo foi sendo formulado na minha mente,sabe quando têm pessoas que nascem muito boas em alguma coisa,com uma habilidade extremamente desenvolvida,onde não há uma explicação muito lógica para aquilo?Pois bem,pode parecer que não,mas ela já pode ter batalhado muito para conquistar aquilo,só não foi exatamente agora,mas em outra vida...

O livro trabalha as circunstâncias vividas,que vão moldando a alma,por exemplo,em uma vida passada uma mulher viveu na época da tuberculose e adquiriu certos hábitos de higiene,como lavar a mãos repetidas vezes,numa próxima vida,caso muito marcante,já de pequena ela pode apresentar uma mania por limpeza.Isso são os reflexos que trazemos do que vivemos,apesar de nosso cérebro não lembrar,nossa alma lembra.

Já com Daniel,foi um pouco diferente, – no livro é um dos poucos que existe – ele não trouxe apenas os reflexos,mas também as memórias de cada vida.Em Antioquia,norte da África,ele vive a primeira delas,e por ser uma alma nova,pouco sabia,cometeu erros profundos,que viria a marcar para sempre sua existência.

Sabe quando estamos comendo algo delicioso, naquele prazer imenso, e ta quase acabando, aí vem alguém, esbarra,e adeus ao último pedaço....Pois bem,o livro faz isso contigo,a todo instante ele te incita,incita,incita e quando está quase lá,ele quebra essa sensação e te joga ao início novamente,chega a ser frustrante mas também é instigador.

A curiosidade é frequente – sendo narrado com o olhar de Daniel e Lucy – ,ao passo que ele relata os acontecimentos do passado intercalado com a narrativa dela,a ansiedade cresce em saber como eles se reencontraram,e logo que acontece,dá uma vontade de entrar no livro,e dá um alô nela! Como não trouxe memórias,e por sentir algo inexplicável,foge dele com medo da loucura,mal sabendo ela que indo contra Daniel,fica mais próxima do que teme.

Bem,quando comecei esse livro,fiquei comentado com minha mãe,que ele iria me “destruir”,me deixar na fossa emocional,pois ao passo que as coisas iam,eu só conseguia imaginar um fim...Mas não há fim,não é mesmo?Como há fim,se sempre há um recomeço?O final foi muito mais doce do que eu esperava,é um livro que trata do amor em sua forma mais genuína,mais encantadora e emocionante,chorei e chorei muito,pelo que não aconteceu,pelo que poderia,mas principalmente,pelo o que eu sei que ainda vai acontecer!!!

Super recomendo,apesar de sentir que o livro poderia ter ido muito mais além,há pontos muito profundos e envolventes,então não deixem de ler,e depois voltem aqui,pra discutirmos o que acharam!
Até mais ver!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário